sexta-feira, 21 de outubro de 2011

DIVERSOS...

"PEDIDO"

Te quero chegando
com o Sol entrando
e a Lua crescente

Na resposta do pedido
que fiz ao rabo comprido
da estrela cadente...

Vinda do brilho da estrela
e que a noite, ao vê-la
renove seus traços

Iluminando o caminho
até o teu ninho
entre meus braços...

Rui E L Tavares

(19/10/2011)


**************


"GRAVAÇÃO"

Quando te vejo passar
no auge do meu desejo
venho me debruçar
nos olhos por onde te vejo

E vou te acompanhando
ao longo de toda pista
no meu cérebro gravando
até te perder de vista

Depois fico te olhando
gravada no meu interior
dentro do coração pulsando
feliz por tanto amor!

Rui E L Tavares

(19/10/2011)


**************



ONTEM...

Nenhum dia
foi como ontem
quando te conheci...
Antes, fui espera
e esperança;
hoje sou alegria
e felicidade;
amanhã,...e sempre,
serei paz e amor.
Nunca mais
serei saudade
nem solidão...

Rui E L Tavares

(20/10/2011)


**************


QUANDO PENSO EM TI...

Quando penso em ti
meus labios sorriem,
meus olhos brilham
e meu coração acelera;
Quando penso em ti
me acendo, me agito,
fico mais aflito
num estado de espera;
Quando penso em ti
fico prestes a encontrar
a paz perdida;
Quando penso em ti
estás em minha mente
e finalmente
sei o que é a vida...!

Rui E L Tavares

(20/10/2011)


**************



NÃO FOSSE TU...

Não fosse tu
eu não existiria
pois perderia
a consciência de mim...
Não fosse tu,
para ser mais franco,
eu seria um livro
em branco
sem princípio
nem fim...

Rui E L Tavares

(20/10/2011)


**************


SE VOASSE!

Se voasse
como qualquer passarinho
construiria um ninho
no alto, e pintaria
da cor do teu batom...
Eu o ergueria
num lugar por onde andas,
talvez fosse pras bandas
lá do Partenon...!

Rui E L Tavares

(21/10/2011)


**************


NA NOITE...

Na noite,
que o tempo levou,
fui o orvalho
que te orvalhou...
Andei por ti
no teu jardim
e tu nem notou.
Na noite,
além do sereno,
que te banhou,
fui carinho, fui amor,
fui gotas rasas
levadas pelas asas
de um beija-flor!

Rui E L Tavares

(21/10/2011)

Um comentário:

Reviragita Poesia disse...

Deixo um poema pra vc.

Ainda que carícias venham aos poucos,
e arranhões venham de montão...

O horizonte
é um lugar muito distante?
É um lugar muito alto?
É um lugar muito especial?
Onde o sol se põe exatamente?
Onde deixamos nossos sonhos?
Bem perto ou muito distante?
A noite, além do dia...
E as estrelas, nossos guias.
Tímida e absorta,
com afetividades essenciais ao coração,
simplesmente sigo,
entre carícias e arranhões.
Que bom!

Cecília Fidelli.