domingo, 26 de fevereiro de 2012

PRISÃO...

Olho sem olhar,
busco sem encontrar
desejo sem ter...

Assim, amo sem amar,
choro sem chorar,
vivo sem viver.

Sou rosa mas não fui botão;
sou real e sou ilusão;
sou quente mas sou frio...

Existo enclausurado,
livre e aprisionado
neste coração vazio!

Rui E L Tavares

(22/02/2012)

Um comentário:

Reviragita Poesia disse...

Tudo muito maravilhoso por aqui.

Ci.