sexta-feira, 18 de junho de 2010

MEU SONHO, MINHA VIDA!


Um sonho, nada mais que isso
ronda as minhas noites e vela
momentos de sono, depois disso,
as eternidades pensando nela.

Já é um sonho vivo, permanente
tão vivo quanto o passar das horas,
vivo nele e ele em mim, eternamente
numa sequência infinita de agoras.

Está em mim, na fórmula da essência
que me torna um ser espiritual
tornando-se fagulha de consciência
que faz lembrar minha origem divinal.

Amo essa mulher com tal pureza
que jorra amor das vazantes dos meus veios
escorrendo neste sonho e na certeza
que jamais secarão os meus anseios.

Mas é um sonho, ...Sonho da minha vida
que entristece o lume do meu cenho
pois dessa santa mulher querida
nem ao menos um sorriso eu tenho!

Rui E L Tavares

(18/06/2010)

Um comentário:

M@ria disse...

Na ilha da eternidade sobrevivi aos naufrágios,
sem perder o amor ao mar ....Saudades!!

M@ria